Com a alta do público feminino no meio web e com a vaidade da mulher brasileira, as vendas online de joias e semijoias cresceram muito nos últimos anos. Com isso, tornando-se um mercado muito competitivo, dessa forma, é preciso saber COMO vender na web.

Preço ou Valor? (leia-se conceito)
Não, o preço mais baixo não é tudo. Claro que um preço competitivo é necessário, mas deixe o menor preço para as grandes lojas que conseguem trabalhar com essa margem.
Antes de vendermos um produto é necessário entregarmos um conceito. Por que o cliente compraria em minha loja? Quais são meus diferenciais? Aqui podemos entregar muito mais que um produto, podemos entregar um conceito de nicho, um glamour, sofisticação, novidades, dentre outros. Portanto, o layout (visual) da sua loja, quanto seus anúncios e seus produtos de fato, devem estar em sintonia com o CONCEITO pretendido.
Definindo seu target (público alvo), é mais fácil atiçar seus desejos. Mostrando o que ele quer ver, da forma correta, falando a mesma linguagem.
Além disso, se faz necessário entregar informação ao cliente, uma descrição bem elaborada. Fale do produto, detalhes, tamanhos, ocasiões, como realizar a limpeza da peça, etc, etc. Essa informações entregam VALOR e CONFIANÇA, além de alimentar o SEO da loja de forma perfeita. E claro, coloque fotos maravilhosas do produto, vários ângulos, e se possível uma pessoa usando também (isso tem gerado muito resultado).

Para Brilhar, é Preciso Nichar
Este setor é muito amplo, vende-se brincos, colares, pulseiras, anéis, alianças, pingentes, etc. Cada produto pode ser feito a partir de vários materiais, como ouro, prata, pedras, banhados, etc. Ainda dentro dessa variedade gigantesca, encontramos o “estilo” de cada peça, o que reflete na personalidade do seu público. Então não tente vender de tudo um pouco. Ofereça os melhores produtos e a melhor experiencia para determinado nicho, você terá pessoas satisfeitas e fidelizadas.
Qual nicho? Patricinhas, rockeiras, EMOS, senhoras, etc. Podemos ser mais específicos e “acertivos”, não é?! Que tal uma loja para mães, entre os 25 e 40 anos, focada em joiais infantis. Ou mulheres entre 40 a 60 anos, público mais seleto, que gosta apenas de joias (obs: não é necessário grande parcelamento para tal nesta loja). Ou então, para adolescentes entre 16 a 20 anos que curtem animes japoneses (obs: aqui mais parcelamento, pois são pessoas com vida financeira mais instável ou emprestam o cartão dos pais).
Se você conseguir satisfazer os desejos de ao menos um grupo de pessoas, suas chances de dar certo automaticamente multiplicam-se.

Vídeo
Crie vídeos sobre os seus produtos, responda dúvidas dos seus consumidores e publique no seu canal no Youtube com seus dados de contato. Depois compartilhe com os seus seguidores nas redes sociais.

Redes Sociais
Crie um relacionamento com seu público. Dê dicas, novidades, esclareça dúvidas, curiosidades, etc. Interação imediata nos comentários e inbox valem ouro aqui. No Instagram, induza seu cliente a postar uma foto bem caseira quando receber o produto. É legal oferecer uma vantagem e receber esse marketing viral e, o melhor, orgânico.

Aquele mimo ❤️
O que fazer para ser lembrado e fidelizar um público? Um perfume no pacote que envolve a peça, uma embalagem personalizada, um mimo na primeira compra, como um pontinho de luz que a mulherada ama e sempre precisa naquele furinho a mais na orelha. Um cartão personalizado com o nome dela e uma mensagem pra ELA (abuse, você tem todos os dados em mãos, saberá como “falar” com ela). Ou até mesmo um cupom de desconto na segunda compra. Aqui a criatividade toma conta!

Defina seu público (nicho), converse com ele, tenha um atendimento personalizado e entregue VALOR ao invés de apenas produto. E aí, vamos brilhar?

 

Por Daniely Vorpagel