Vivemos a era da Data. E Data é informação, Data são (perdão a redundância) dados confiáveis que mostram, exatamente, o que está funcionando e o que não está.

E neste novo universo baseado em informações precisas, o Marketing também deixou de ser uma estratégia baseada em “achismos” e se tornou uma ciência focada em resultados.

Hoje nós vamos mostrar o que é o Data Marketing e como essa ferramenta fantástica é importante para transformar a sua empresa em uma verdadeira máquina de vendas.

Veja.

 

Saiba mais: 6 dicas sobre Instagram que ninguém tem coragem de dar: mas são verdadeiras

O que é Data Marketing? 

Quando falamos em data marketing estamos nos referindo a ações baseadas em insights. Eles são extraídos da análise de dados coletados interna e externamente. As informações adquiridas por meio de interações com o consumidor, por exemplo, podem ser usadas para ter previsões sobre comportamentos futuros.

Nesse sentido, Data marketing envolve entender os dados já disponíveis e os que ainda podem ser obtidos. Além disso, compreende atividades de organização, análise e aplicação de dados para melhorar os esforços de marketing.

Com a evolução das ferramentas e dos métodos de Big Data, já existem organizações atuando com Big Data Marketing. Ou seja, aproveitando volumes exponenciais de informações captadas em variadas fontes para tornar suas estratégias de marketing mais eficientes.

Em suma, esse recurso veio para superar os resquícios de intuição que ainda eram utilizados para tomar decisões no marketing. Agora, em constante transformação digital, as empresas podem agir para se destacar no mercado, conquistar clientes e se relacionar com eles de uma maneira ainda mais analítica e certeira.

 

Leia também: VTEX IO: será que é a hora de migrar? Tire as suas dúvidas agora

 

Os 5V’s do Big Data

Existem alguns atributos que definem e caracterizam o Big Data na prática, que são popularmente classificados e conhecidos pelo senso comum como os seus 5 V’s.

Volume

O conceito de volume no Big Data é melhor evidenciado pelos fatos do cotidiano: diariamente, o volume de troca de e-mails, transações bancárias, interações em redes sociais, registro de chamadas e tráfego de dados em linhas telefônicas.

Todos esses servem de ponto de partida para a compreensão do volume de dados presentes no mundo atualmente.

Estima-se que atualmente o volume total de dados que circulam na internet é de 250 Exabytes (1018 bytes) por ano.

Todos os dias são criados 2,5 quintilhões de bytes em forma de dados, atualmente 90% de todos os dados que estão presentes no mundo foram criados nos últimos 2 anos (IBM).

É importante também compreender que o conceito de volume é relativo a variável tempo, ou seja, o que é grande hoje, pode não ser nada amanhã.

Nos anos 90, um Terabyte (1012 bytes) era considerado Big Data.

Em 2022, teremos no mundo aproximadamente um volume de informação digital de 8 Zettabytes (1021 bytes), um valor infinitamente maior (IBM).

 

Mais dicas: Dicas fundamentais para crescer as suas redes sociais: venda mais, alcance mais pessoas

Velocidade

Quando falamos no uso estratégico do Big Data, pode-se afirmar que a velocidade é até mais importante que o volume em determinadas situações.

Isso porque ela é a força que rege a vantagem competitiva, e pode ser mais interessante ter uma quantidade um pouco menor de dados em tempo real, do que uma enorme quantidade, que só poderá ser disponibilizada para uso depois de um tempo considerável.

Mas é claro que cada vez mais vemos soluções para o problema do timing correto de captação, organização e análise de dados: já existem plataformas totalmente automatizadas, que utilizam Data Mining para capturar somente os dados estratégicos e relevantes, em real time, de acordo com a natureza do negócio e os objetivos de cada empresa.

Variedade

O terceiro V do Big Data fala sobre Variedade.

Usando a comparação do V anterior, que ilustra bem a quantidade de dados gerados na internet dentro de 1 minuto, podemos contextualizar a variedade desses dados.

A variedade dos dados se refere ao tipo do dado. Os dados podem ser gerados principalmente na forma de texto, áudio, vídeo e imagem.

 

Alguns exemplos dessa variedade usando as redes sociais:

A comunicação dentro do Twitter é feita através de tweets, que são mensagens de texto que os usuários da rede postam e compartilham.

O WhatsApp é outro ótimo exemplo de gerador de dados no formato texto. Como mostra o infográfico, é o principal gerador de mensagens do mundo, ou seja, é o maior gerador de dados no formato de texto do mundo.

Já o Snapchat usa dados em formato de vídeo, onde os usuário gravam e enviam vídeos para o site, assim como o YouTube também faz. O Instagram se tornou referência quando o assunto são imagens, hoje podemos enviar vídeos também para a plataforma.

Quando o assunto é música, os suecos do Spotify são os primeiros que vem à mente, se tornaram líderes de mercado no segmento de transmissão de áudio pela internet.

Estes são apenas alguns exemplos dos grandes geradores e acumuladores de dados em seus respectivos segmentos.

 

Leia em seguida: Como derrubar as objeções dos clientes: mude o problema, mude o resultado

Veracidade

Um dos pontos mais importantes de qualquer informação é que ela seja verdadeira. Com o Big Data não é possível controlar cada hashtag do Twitter ou notícia falsa na internet, mas com análises e estatísticas de grandes volumes de dados é possível compensar as informações incorretas.

Vínculo

É importante conectar os dados coletados para que o cruzamento de informações traga insights relevantes.

Não é vantagem ter um grande volume de conteúdo se não for possível fazer ligações e extrair avaliações significativas.

Utilizando os 5Vs da Big Data nas suas estratégias de Marketing você vai obter resultados fantásticos.

 

Gostou da publicação de hoje? Continue acompanhando o nosso Blog. 

Nossa missão aqui é trazer as melhores dicas para você faturar cada vez mais com a sua empresa.

Agradecemos a leitura e até a próxima!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *